Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

04.03.11

Fim...


segredo_revelado

 

Segredo revelado : Este blog tomou um rumo diferente daquele que era suposto seguir quando o criei , mudança essa que também é reflexo de algumas mudanças que se fizeram sentir na minha vida.

Agora, de há tempos para cá , e agora mais que nunca, não tenho vontade de escrever aqui , nem de me revelar, ainda que me revele pouco. Falta-me a vontade, falta-me a inspiração , falta-me o humor... enfim, falta-me o amor a este pedacinho de mim, pelo que, sempre com a hipótese de um dia o reatar , é chegado o momento de , tal como a tantas outras coisas na minha vida , dar um fim a este blog.

Antes do fechar das cortinas e do final das palavras escritas aqui, não posso deixar de agradecer a todos aqueles , anónimos e conhecidos virtual ou presencialmente, que por aqui passaram , leram e comentaram. Pasmem-se , alguns até gostaram do que leram e voltaram. :)

E é assim, deste jeito meio idiótico e sem jeito , que , passados tantos meses e tantos posts, acaba o Segredo Revelado, revelando o segredo do seu próprio fim.

Até já...Até sempre!

25.10.10

No meu sonho...


segredo_revelado

 
No meu sonho , aquele sonho que sonho acordado,
És personagem principal do enredo...
Onde estou , estás lá, sempre a meu lado,
Segurando a minha mão, forte como um rochedo.

Este sonho é recorrente, acordado e a dormir,
É um sonho estranho...diferente...
Tem o condão de me fazer sorrir,
De me deixar os olhos com um brilho reluzente.

Toca-me...deixa-me sentir a tua pele!
Só assim, pele na pele, olhos nos olhos, respiração quente,
Saberei que este sonho é real,não é apenas mais um avião de papel,
Daqueles aviões que eu faço planar, mas que acabam esmagados,
Rendidos à força do destino de nascerem para serem espezinhados.

Sussurra-me palavras doces, com voz suave e terna...
De um jeito só teu...único e poético...
Desperta-me os sentidos...Acorda-me este coração que hiberna...
Fá-lo bater, palpitante e irrequieto, a um ritmo frenético.

No meu sonho , aquele sonho que sonho acordado,
És personagem principal do enredo...
Onde estou , estás lá, sempre a meu lado...
Não fujas, não te esfumes em pleno ar...
Sem ti...Oh, tu bem sabes...sem ti tenho medo!

Medo de acordar e não te ver dormir a meu lado...
Medo de adormecer e ter um pesadelo assustador...
Medo da tua ausência, nem que seja só por um bocado...
Medo! Tenho medo que me esvazies do sonho e da realidade do Amor.

 
 

segredo revelado: De há tempos para cá , tenho vindo a passar para formato electrónico parte dos escritos que se amontoam em formato papel . Este é mais um tesourinho ''deprimente'', tirado do fundo do baú .
Este poema, bonito ou feio, não sei, e, na verdade, nem importa, foi, em tempos idos, ainda no século passado,dedicado a alguém muito especial.
Os meus medos confirmaram-se...Fiquei vazio do sonho e da realidade do Amor.
Nem todos os finais, como sempre acontece no cinema, são finais felizes. C'est la vie !